Correção - Argentina: BC define nova taxa como juros de referência e a coloca em 100%

A matéria publicada anteriormente, na segunda-feira, 18, continha uma incorreção no título e no primeiro parágrafo. Na verdade, a nova taxa de juros de referência é a de passivos de um dia, não a de prazo fixo, e foi fixada em 100%. Segue versão corrigida do título e do texto.

Argentina: BC define nova taxa como juros de referência e a coloca em 100%

O banco Central da Argentina (BCRA) anunciou que irá determinar a taxa de passivos de 1 dia como sua taxa de referência da política monetária, agora em 100%, e não mais as Letras de Liquidez, conhecidas como Leliqs. Ainda, a autoridade monetária apontou que sua principal ferramenta de absorção de excedentes monetários serão as operações de recompra passivas.

O BC também estabeleceu em 110% ao ano a taxa de juros mínima de prazo fixo. "Ao centralizar suas operações em um único instrumento, e ao ser sua taxa de política a única de referência, se busca deixar os sinais da política monetária e fortalecer sua transmissão ao resto das taxas da economia", indicou o BC, em nota.

A mudança das Leliqs já era promessa de campanha do atual presidente do país, Javier Milei, que afirmou a taxa estava atualmente com preços muito baixos e retornos muito elevados. Antes da extinção, a taxa da Leliq estava em 133%.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora