S&P diz que pode elevar rating do Brasil se reformas ampliarem crescimento de longo prazo

A S&P Global Ratings disse que pode elevar o rating brasileiro outra vez nos próximos dois anos caso as reformas fiscais sustentem o crescimento de longo prazo nacional. A agência afirma que um progresso mais rápido do que o esperado na solução de "desequilíbrios fiscais", somado a uma estabilização do nível da dívida, também pode acarretar em um aumento do rating.

Do outro lado, caso haja uma deterioração fiscal ocasionada pela má implementação de políticas estruturais, o rating pode ser rebaixado nos próximos dois anos.

Também, caso o peso da dívida seja superior ao esperado, ou se o Brasil lidar com uma deterioração no cenário político, é possível que haja uma queda no investimento direto estrangeiro e, por consequência, o rating pode cair.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes