S&P eleva rating de escala de longo prazo do Brasil de BB- para BB, com perspectiva estável

A S&P Global elevou o rating de escala de longo prazo do Brasil de BB- para BB, e manteve a perspectiva em estável. A elevação foi motivada pela aprovação da reforma tributária, que marca um progresso na questão fiscal nacional, segundo a classificadora. Agora, o País está dois degraus abaixo do grau de investimento.

A aprovação da reforma amplia o histórico nacional de "política pragmática" nos últimos sete anos, aponta a agência de classificação de risco, que destaca sua expectativa por novos progressos, embora lentos, na redução de desequilíbrios fiscais, na evolução de perspectivas econômicas e na reancoragem de expectativas da inflação.

Em nota, a S&P pontua que o Brasil deve manter uma posição externa forte, sustentada pela produção forte de commodities e por sua necessidade de financiamento externo.

A agência também destacou a estrutura institucional brasileira, que fornece "amplos freios e contrapesos" nos Três Poderes.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes