Ainda é 'muito cedo' para discutir cortes de juros, afirma vice-presidente do BCE

O vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE), Luis de Guindos, alertou nesta quinta-feira, 21, que ainda é "muito cedo" para discutir cortes de juros, embora reconheça que os dados mais recentes de inflação na zona do euro vieram "favoráveis".

Em entrevista ao jornal espanhol 20 minutos, o dirigente reforçou que as próximas decisões do BCE dependerão da evolução dos indicadores econômicos.

Segundo ele, assim que houver sinais de que os índices acionários "claramente" convergem em direção à meta de 2%. "Mas ainda é muito cedo para isso acontecer", reiterou.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes