Ibovespa opera em alta, mas se distancia das melhores marcas do dia

O Ibovespa opera em alta desde a abertura dos negócios na manhã desta quinta-feira, 21, mas se distancia das máximas do dia, quando voltou a superar a marca dos 132 mil pontos. O principal índice da Bolsa brasileira opera em alta desde a abertura e ganhou fôlego extra depois da divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos no terceiro trimestre, que ficou abaixo do esperado pelo mercado, e também do índice de inflação PCE, que foi revisado para baixo.

Outro fator positivo hoje é a repercussão da aprovação no Senado da Medida Provisória da Subvenção do ICMS, medida de importante impacto fiscal.

Para hoje, ainda é esperada a apreciação da matéria que onera as apostas eletrônicas, as bets.

No final de manhã, os investidores acompanham a entrevista coletiva do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, que detalha o Relatório Trimestral de Inflação (RTI), divulgado mais cedo.

Segundo Gabriel Mota, operador de renda variável da Manchester Investimentos, os dados americanos apenas corroboraram a visão de corte de juros do mercado dos EUA, e por isso tiveram efeito mais pontual sobre os negócios.

Ele afirma que a alta das ações da Vale e das siderúrgicas na bolsa é o principal motor dos ganhos do Ibovespa hoje. O minério de ferro fechou em alta de 3,53% em Dalian, na China. "Os dados dos EUA serviram como uma validação do cenário de expectativa de corte de juros no país, enquanto a precificação da China dá impulso às ações da Vale", afirma.

Às 11h20, o Ibovespa tinha 131.699,17 pontos, em alta de 0,68%. Na máxima, o índice chegou a 132.063 pontos (+0,96%). Vale ON subia 3,29% no horário mencionado.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes