Rafael Brigolini é nomeado subsecretário de Gestão Fiscal do Tesouro

O auditor federal de finanças e controle Rafael Rezende Brigolini foi nomeado, nesta quarta-feira, 26, subsecretário de Gestão Fiscal do Tesouro Nacional. O ato de nomeação está publicado no Diário Oficial da União e Brigolini irá substituir no cargo o economista Adriano Pereira de Paula, que pediu exoneração da função, de acordo com publicação do DOU.

Em nota, o Tesouro informa que Rafael Brigolini é formado em economia pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Ele é servidor de carreira do Tesouro Nacional desde 2007 e tem mais de 16 anos de experiência na área de gestão fiscal.

No Tesouro, foi gerente de projetos (2011-2012), gerente (2012-2015), coordenador (2015-2016) e coordenador-geral (2016-2023) na Coordenação de Operações Fiscais, que entre outras atribuições é responsável pelo front office de programas de subvenção econômica relacionados ao Plano Safra, ao PROEX, Programa Viver Sem Limites, Fundos de Desenvolvimento Regionais e Fundo de Compensação de Variações Salariais, entre outros.

Nesse período, atuou ainda como conselheiro fiscal representante da União em diversas empresas estatais, como BB Banco de Investimento (2015 a 2020), BB Seguros (2020), Eletronorte (2021) e Eletrobras (2022 a 2023).

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes