O que está nos preocupando sobre IPCA é um item, passagens aéreas, diz Haddad

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse nesta quinta-feira, 28, que apenas a questão do aumento dos preços das passagens aéreas é fonte de preocupação dentro do IPCA. Mais cedo, o IBGE divulgou que o IPCA-15 registrou alta de 0,40% em dezembro, após ter subido 0,33% em novembro. O resultado ficou acima de todas as estimativas dos analistas do mercado financeiro consultados pelo Projeções Broadcast, que iam de 0,17% a 0,35%, com mediana positiva de 0,25%.

"Só um item, o de passagens aéreas, está nos preocupando no IPCA", disse o ministro durante entrevista coletiva. De acordo com ele, os preços subiram 65% nos últimos quatro meses. "Já estavam cara e subiram 65%", reforçou.

Haddad salientou que a alta desse serviço não é uma inflação que afeta de maneira uniforme toda a sociedade, mas citou que pode ter impacto para as pessoas que viajam a trabalho. "É um impacto muito forte no IPCA. Não sei quanto representa no IPCA, mas não é se desconsiderar, é pesado. Isso inspira muito cuidado", afirmou.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes