Petróleo fecha em queda, com apoio apenas pontual do dado de estoques dos EUA

Os contratos futuros de petróleo exibiram perdas, nesta quinta-feira, 28. A commodity chegou a diminuir a queda, após relatório semanal de estoques do Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) nos Estados Unidos, mas o movimento não se sustentou, o que prolongou as perdas da sessão anterior.

O contrato do WTI para fevereiro fechou em baixa de 3,16% (US$ 2,34), em US$ 71,77 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex), e o Brent para março caiu 3,00% (US$ 2,39), a US$ 77,15 o barril, na Intercontinental Exchange (ICE).

O petróleo mostrou volatilidade logo cedo, perto da estabilidade após as perdas de quase 2% da quarta-feira. Ainda pela manhã, o sinal negativo se impôs. Houve ainda uma reação parcial ao DoE, mas sem sustentar o movimento, também diante do fortalecimento do dólar.

O relatório semanal oficial mostrou queda de 7,114 milhões de barris nos estoques de petróleo na semana nos EUA, quando analistas ouvidos pela FactSet previam baixa de 2,4 milhões de barris. Os estoques de gasolina tiveram baixa de 669 mil barris e os de destilados cresceram 741 mil barris. A produção média diária, por sua vez, manteve-se em 13,3 milhões de barris por dia.

A Spartan Capital comentava mais cedo que a commodity era pressionada diante de menores tensões no Mar Vermelho. Hoje, os EUA impuseram sanções contra acusados de facilitar o envio de milhões de dólares do Irã para rebeldes houthis que têm atacado embarcações na região, navios-tanque com petróleo inclusive.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes