Bolsas da Ásia e Pacífico fecham mistas, com perdas na China e quase recorde na Austrália

Por Sergio Caldas*

São Paulo, 02/01/2024 - As bolsas da Ásia e do Pacífico fecharam sem direção única no primeiro pregão de 2024, com as chinesas recuando após dados contrastantes de atividade manufatureira e a da Austrália se aproximando de seu nível recorde.

Na China continental, o índice Xangai Composto caiu 0,43% nesta terça-feira, a 2.962,28 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto teve perda de 0,76%, a 1.823,85.

Pesquisa da S&P Global em parceria com a Caixin mostrou que o PMI industrial chinês subiu marginalmente entre novembro e dezembro, de 50,7 para 50,8, com a leitura acima de 50 sinalizando expansão da manufatura pelo segundo mês consecutivo. O levantamento oficial da China, por outro lado, apontou queda do PMI industrial no mesmo período, de 49,4 para 49, indicando contração no setor.

Em outras partes da Ásia, o Hang Seng apresentou baixa de 1,52% em Hong Kong, a 16.788,55 pontos, pressionado por ações de incorporadoras como Longfor Group (-7%) e China Resources Land (-5,4%), e o Taiex caiu 0,43% em Taiwan, a 17.853,76 pontos, enquanto o sul-coreano Kospi subiu 0,55% em Seul, a 2.669,81 pontos.

Em Tóquio, não houve negócios hoje em função de um feriado.

Na Oceania, o índice australiano S&P/ASX 200 avançou 0,49% em Sydney, a 7.627,80 pontos, ficando bem próximo da máxima histórica atingida em agosto de 2021, em meio ao bom desempenho de ações de petrolíferas, mineradoras e bancos.

Contato: sergio.caldas@estadao.com

*Com informações da Dow Jones Newswires

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes