Competição com a China deve ser justa e transparente, diz presidente da Comissão Europeia

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, afirmou nesta sexta-feira, 5, que a competição da União Europeia com a com China deve ser justa e transparente. Em coletiva de imprensa, a dirigente afirmou que algumas questões devem ser claras, como os tipos de subsídios que são oferecidos por Pequim, e em quais circunstâncias existem estes estímulos.

Além disso, a alemã destacou as dificuldades que companhias europeias enfrentam quando tentam acessar o mercado chinês.

A coletiva ocorreu ao lado do primeiro-ministro da Bélgica, Alexander de Croos, que assumiu a presidência temporária do Conselho da União Europeia no começo deste ano.

Questionando sobre um papel comum do bloco na atual escalada de tensões no Mar Vermelho envolvendo o grupo iemenita Houthi, o belga respondeu que uma das ambições do mandato é trabalhar da maneira mais ativa possível no tema. "Temos que ser mais proativos, já que pagamos os custos", afirmou.