Desembolso no Plano Safra alcança R$ 249 bilhões até dezembro de 2023

O valor desembolsado do Plano Safra 2023/24 de julho até o fim de dezembro alcançou R$ 249 bilhões, alta de 16% na comparação com igual período do ciclo anterior, segundo balanço da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura. O montante corresponde a 57% do programado para a atual safra, de R$ 435,8 bilhões incluindo agricultura familiar e empresarial. Os financiamentos para custeio somaram R$ 142 bilhões, enquanto o valor concedido nas linhas de investimento foi de R$ 55 bilhões no período. As operações de comercialização atingiram R$ 29 bilhões e as de industrialização totalizaram R$ 22 bilhões.

Segundo dados do Ministério da Agricultura, no período foram realizados 1,215 milhão de contratos, sendo 895.682 do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e 128.028 do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp). Juntos, pequenos e médios produtores acessaram R$ 35,4 bilhões por meio do Pronaf e do Pronamp de julho a dezembro do ano passado. Outros 191.139 contratos foram realizados por grandes produtores, o que correspondeu a R$ 178,6 bilhões em financiamentos.

Na agricultura empresarial, o valor liberado de crédito rural somou R$ 214 bilhões, 19% acima do reportado em igual período do ano anterior, o que representa 59% do total previsto para concessão pelo governo, de R$ 364,2 bilhões. Dentre as linhas para investimento, o Pronamp alcançou R$ 3,5 bilhões liberados no período (alta anual de 90%) e o Programa de Modernização da Agricultura e Conservação dos Recursos Naturais (ModerAgro), antigo Plano ABC+, somou R$ 1,6 bilhão em contratos (+27%).

Em relação às fontes de recursos do crédito rural, R$ 12 bilhões foram provenientes dos recursos livres equalizáveis, aumento de 372% em relação a igual período da safra anterior. A Letra de Crédito do Agronegócio (LCA Livre), fonte não controlada, respondeu por 48% das aplicações da agricultura empresarial nos primeiros seis meses da safra atual, no total de R$ 102,6 bilhões, 119% mais que na safra 2021/22.

De acordo com o Ministério, os valores foram extraídos ontem do Sistema de Operações do Crédito Rural e do Proagro (Sicor/BCB).

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes