Grupo Alimentação e Bebidas sobe 1,11% em dezembro ante alta de 0,63% em novembro no IPCA

O grupo Alimentação e Bebidas saiu de um aumento de 0,63% em novembro para um avanço de 1,11% em dezembro, dentro do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O grupo contribuiu com 0,23 ponto porcentual para a taxa de 0,56% do IPCA do último mês.

"Historicamente, os preços dos alimentos têm altas nessa época de final de ano e início de ano, principalmente por conta do clima", justificou André Almeida, gerente do Sistema Nacional de Índices de Preços no IBGE. "A gente tem visto um volume de chuvas muito intenso em algumas regiões do País, e onda de calor em algumas regiões. A gente tem visto aumento de preços, principalmente, em alimentos sensíveis ao clima", acrescentou.

A alimentação no domicílio subiu 1,34% em dezembro. As famílias pagaram mais pela batata-inglesa (19,09%), feijão-carioca (13,79%), arroz (5,81%) e frutas (3,37%).

Já o leite longa vida ficou mais barato pelo sétimo mês consecutivo, com queda de 1,26% em dezembro.

A alimentação fora do domicílio aumentou 0,53% em dezembro. A refeição fora de casa subiu 0,48%, e o lanche teve elevação de 0,74%.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes