IGC aumenta estimativa para safra global 2023/24 de grãos, a 2,307 bilhões de toneladas

O Conselho Internacional de Grãos (IGC, na sigla em inglês) aumentou sua previsão para a produção global de grãos na temporada 2023/24 em 12 milhões de toneladas, a 2,307 bilhões de toneladas, em relação à previsão anterior, de novembro, segundo levantamento divulgado na manhã desta quinta-feira, 11. A nova projeção considera principalmente incrementos nas perspectivas para o milho, a cevada e o trigo, disse o conselho.

Ainda na temporada 2023/24, o IGC subiu a estimativa de consumo mundial em 6 milhões de toneladas ante os números de novembro, para 2,314 bilhões de toneladas. Além disso, a projeção para os estoques de final de temporada também foi elevada em 5 milhões de toneladas, a 590 milhões de toneladas.

A projeção de produção da soja em 2023/24 foi reduzida em 3 milhões de toneladas, para 392 milhões de toneladas, levando em consideração cortes na produção brasileira. No entanto, as perspectivas de consumo, reduzido em 2 milhões de toneladas para 384 milhões de toneladas, e estoques, elevados de 62 milhões de toneladas para 66 milhões de toneladas, ainda estão em níveis recordes. Para o ciclo 2022/23, a produção é estimada em 371 milhões de toneladas, aumento de 4 milhões de toneladas ante o previsto em novembro, enquanto consumo e estoques são estimados em, respectivamente, 386 milhões de toneladas e 62 milhões de toneladas.

Quanto ao milho, o Conselho elevou a estimativa de produção de 1,223 bilhão de toneladas em 2023/24 previstos no mês anterior para 1,230 bilhão de toneladas. O volume é maior que o resultado de 1,165 bilhão de toneladas projetado para 2022/23, elevado em 4 milhões de toneladas ante o projetado em novembro. A previsão para consumo subiu 5 milhões de toneladas ante o estimado em novembro, em 1,218 bilhão de toneladas, enquanto para 2022/23 ficou em 1,177 bilhão de toneladas, 3 milhões de toneladas acima da previsão anterior. Os estoques passaram de 285 milhões de toneladas para 287 milhões de toneladas em 2023/24, e 275 milhões de toneladas em 2022/23.

Em relação ao trigo da temporada 2023/24, o IGC aumentou a projeção de produção, de 787 milhões de toneladas para 788 milhões de toneladas. O volume é menor do que os 804 milhões de toneladas previstos para 2022/23, estável em relação à previsão de novembro. A estimativa de consumo do cereal se manteve em 804 milhões de toneladas em 2023/24, enquanto em 2022/23 permaneceu em 795 milhões de toneladas. Já a perspectiva para os estoques do cereal em 2023/24 foi elevada em 2 milhões de toneladas, em 266 milhões de toneladas, enquanto para 2022/23 ficou em 282 milhões de toneladas, 1 milhão de toneladas a mais do que o estimado em novembro.

Para a safra 2022/23, o IGC aumentou sua previsão de produção global de grãos em 2 milhões de toneladas, para 2,269 bilhões de toneladas. Em relação ao consumo mundial de grãos, a previsão passou de 2,270 bilhões de toneladas para 2,271 bilhões de toneladas. A previsão de estoques finais também subiu, de 597 milhões de toneladas para 599 milhões de toneladas.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes