Petróleo fecha em alta, com tensões geopolíticas elevadas após apreensão de navio pelo Irã

O petróleo fechou em alta nesta quinta-feira, 11, apoiado por preocupações com os riscos à oferta associados a tensões geopolíticas crescentes. A apreensão de um navio no Mar Vermelho requentou temores de escalada de conflitos no Oriente Médio.

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o petróleo WTI para fevereiro de 2024 fechou com alta de 0,91% (+US$ 0,65), a US$ 72,02 o barril; enquanto o Brent para março, negociado na Intercontinental Exchange (ICE), subiu 0,79% (+US$ 0,61), a US$ 77,41 por barril.

A Marinha do Irã apreendeu nesta quinta um petroleiro de empresa grega no Golfo de Omã, segundo autoridades.

A embarcação St. Nikolas, anteriormente chamada de Suez Rajan, já havia sido apreendida no passado pelos EUA, quando portava 1 milhão de barris de petróleo iraniano.

A mídia estatal iraniana afirmou que "o petroleiro infrator Suez Rajan roubou petróleo iraniano e o levou aos americanos".

"Obviamente, esse é um incidente diplomático e parece estar desafiando sanções internacionais, motivo pelo qual os preços do petróleo subiram na sequência da apreensão e desvio do St. Nikolas para águas iranianas", explicou a Navellier em comentário a clientes.

A CMC Markets acrescentou que há ainda um nervosismo sobre a possibilidade de uma resposta dos EUA e do Reino Unido ao ataque dos Houthis na quarta-feira às suas respectivas forças navais.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes