Gasolina recua 0,35% na 1ª quinzena de janeiro ante dezembro, mostra IPTL; etanol cai 2,43%

O valor médio nacional do litro da gasolina fechou a primeira quinzena do ano a R$ 5,77, com queda de 0,35% ante dezembro. O etanol também ficou mais barato, com média nacional de R$ 3,61, recuo de 2,43%.

Os dados são do Índice de Preços Edenred Ticket Log (IPTL), elaborado com base nos abastecimentos realizados nos 21 mil postos de combustíveis.

"A gasolina continua em baixa no País. Fatores externos, como o aumento do consumo do etanol e a queda no preço do petróleo, podem contribuir para que o preço do combustível recue um pouco mais", analisa o diretor-geral de Mobilidade da Edenred Brasil, Douglas Pina.

Entre as regiões brasileiras, todas registraram redução no litro da gasolina, com destaque para o Norte, que apesar de comercializar o maior preço médio entre as demais, vendido a R$ 6,20, registrou a redução mais expressiva de todo o território nacional, em relação ao mês anterior, de 1,27%.

Já a média mais baixa foi identificada nas bombas de abastecimento do Sudeste, por R$ 5,67.

A gasolina mais barata foi comercializada no Distrito Federal, a R$ 5,54, e a mais cara foi identificada nos postos do Acre, a R$ 6,63.

Etanol

Com relação ao etanol, o Centro-Oeste fechou com a média mais baixa do país (R$ 3,46), valor 1,14% menor ante dezembro. A maior redução foi registrada na Região Sul, a 2,02%, onde o litro do etanol fechou a R$ 3,89.

O IPTL não identificou aumento entre as regiões, porém o litro com a média mais alta foi encontrado nos postos do Norte, a R$ 4,58.

O menor preço médio do país, a R$ 3,33, foi no Mato Grosso, e a média mais alta foi em Rondônia, a R$ 4,86.

Combustível mais vantajoso

A gasolina foi considerada o combustível mais vantajoso para o abastecimento na primeira quinzena em oito Estados, entre os locais pesquisados, enquanto o etanol foi melhor em 16 e no Distrito Federal.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora