Para OMC, poder dos países ao sul do globo aumentou e das nações ao norte diminuiu

O poder dos países localizados na parte ao sul do globo aumentou e das nações ao norte está diminuindo, o que faz com que existam diferentes centros de poder e traz a necessidade de cooperação ainda maior, disse a diretora-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Ngozi Okonjo-Iweala, em comentários durante sua participação no painel "Endereçando a Cisma Norte-Sul" no Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça.

Segundo ela, já existe uma cooperação, uma vez que 75% do comércio global hoje é feito com base nos termos da OMC.

Para a diretora da OMC, a mudança da participação dos países emergentes e em desenvolvimento e das nações desenvolvidas na produção global evidencia a interdependência das economias.

Ngozi citou que, em 1995, os países emergentes e em desenvolvimento respondiam por cerca 42% da produção global e os desenvolvidos, por 58%.

Em 2022, houve uma inversão dessa distribuição, ilustrando o multiculturalismo e a inexistência de um único centro de poder.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes