Podução industrial da China avança acima do esperado em dezembro, mas varejo decepciona

A produção industrial da China cresceu 6,8% em dezembro, ante igual mês do ano passado, informou o escritório de estatísticas do país, o NBS, nesta quarta-feira, 17. O resultado superou a expectativa de analistas consultados pela FactSet, que previam expansão de 6,5%. O desempenho também foi levemente melhor do que a alta registrada no mês anterior, de 6,6%.

Já as vendas no varejo chinês avançaram 7,4% na comparação anual de dezembro, frustrando a expectativa de 7,7% de alta dos analistas ouvidos pela FactSet. O resultado do último mês do ano representa uma desaceleração ante novembro, quando houve expansão de 10,1%.

Na comparação mensal, a produção industrial da China subiu 0,52%. As vendas no varejo cresceram 0,42% em dezembro em relação a novembro.

Já os investimentos em ativos fixos tiveram expansão anual de 3% entre janeiro e dezembro de 2023, próximo da expectativa de alta de 2,9% de analistas consultados pelo Wall Street Journal.

Dados imobiliários

O NBS divulgou ainda dados sobre o mercado imobiliário chinês. Os preços médios de novas casas caíram 0,45% em dezembro em relação a novembro, mais do que a queda de 0,37% verificada em novembro.

Na comparação com o ano anterior, o preço médio das casas caiu 0,89% em dezembro, também acima do declínio de 0,70% do mês anterior, na mesma base. Das 70 grandes cidades da China, 48 relataram recuos nos valores ante o mesmo período de 2022, mesmo número de novembro. *Com informações da Dow Jones Newswires.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes