Unica lança campanha de incentivo ao uso de etanol com ações publicitárias e tira-dúvidas

A União da Indústria de Cana-de-Açúcar e Bioenergia (Unica) lançou nesta quarta-feira, 17, uma campanha de incentivo ao uso de etanol por motoristas em seus veículos. A iniciativa, apresentada em evento, em São Paulo, envolve campanha publicitária com o foco no esclarecimento de dúvidas dos consumidores.

A campanha será veiculada, a partir da quinta-feira, 18, em rádio, com quatro spots, e TV, com dez vídeos, tendo a participação do humorista Rafael Portugal. A campanha também usará cerca de 20 influenciadores nas redes sociais e usa o bordão "Vai de Etanol".

Também foi criado o site vaideetanol.com.br para tirar dúvidas dos consumidores.

"Além de reunir todos os vídeos e spots de rádio, decidimos incluir uma série de mitos e verdades sobre o etanol, uma calculadora que mostra quanto de CO2 as pessoas deixam de emitir ao abastecer com etanol e até um quiz para medir o grau de conhecimento dos motoristas", afirmou a diretora-executiva da Unica, Patrícia Audi. "Queremos que mude o mindset do consumidor", acrescentou.

Na apresentação, a Unica adotou o discurso da importância da adoção de iniciativas sustentáveis em virtude da "urgência climática", como fator principal a motivar o uso do etanol. "Há uma necessidade urgente de acelerar a substituição dos combustíveis fósseis por biocombustíveis, reduzindo a emissão dos gases que provocam o efeito estufa", declarou o presidente da Unica, Evandro Gussi.

Segundo a Unica, entre o lançamento dos motores flex em março de 2003 e o fim de 2023, o consumo de etanol no Brasil evitou a emissão de 662 milhões de toneladas de CO2 equivalente. "Isso representa 5 milhões de árvores plantadas", disse o diretor de Inteligência Setorial da Unica, Luciano Rodrigues.

O lançamento da campanha da Unica se dá em um momento de alta da produção de etanol no País. No acumulado desde o início do atual ciclo agrícola até 31 de dezembro, a fabricação do biocombustível totaliza 31,44 bilhões de litros (+14,39%), sendo 18,79 bilhões de etanol hidratado (+18,72%) e 12,66 bilhões de anidro (+8,52%), segundo dados da Única.

No acumulado desde o início da safra, a produção de etanol de milho atingiu 4,61 bilhões de litros - avanço de 41,65% na comparação com igual período do ano passado.

A competitividade do etanol, um fator importante na tomada de decisão do consumidor, também está em alta.

Na semana encerrada no último sábado, 13, o etanol estava mais competitivo em relação à gasolina em 12 Estados: Acre, Alagoas, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo e Tocantins, além do Distrito Federal.

Os dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) foram compilados pelo AE-Taxas.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes