Para líder da OMC, não será possível recuperar a economia global sem fluxo livre de comércio

A diretora-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Ngozi Okonjo-Iweala, afirmou nesta quinta-feira, 18, que "não será possível recuperar a economia global" sem antes reverter a fragmentação entre países e estabelecer um fluxo livre de comércio. "Com certeza, estamos preocupados sobre o unilateralismo e o protecionismo", afirmou Ngozi, durante painel no Fórum Econômico Mundial, em Davos.

Vice-presidente da Comissão Europeia, Valdis Dombrovskis também comentou sobre a necessidade de manter cautela quanto ao protecionismo. "Devemos preservar o multilateralismo ao mesmo tempo em que tentamos encontrar um equilíbrio que permita aumentar a resiliência das cadeias de oferta", disse.

Contudo, ele acrescentou que a Europa continuará tomando medidas para proteger sua cadeia de suprimentos.

Ao ser questionada sobre o que poderia ajudar na resiliência das cadeias de oferta sem fragmentar o comércio global, Ngozi voltou a reforçar o papel essencial de países emergentes e em desenvolvimento.

"Ao investir nesses países, a Europa, por exemplo, poderia reduzir os custos do comércio e aumentar a produtividade", afirmou a dirigente.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes