Crescimento do comércio global deve ser de 3,3% em 2024 e de 2,6% em 2025, diz FMI

O crescimento do comércio global deve ficar em 3,3% em 2024 e em 2,6% em 2025, abaixo de sua média histórica de 4,9%, diz o Fundo Monetário Internacional (FMI), em sua atualização de janeiro do Relatório de Perspectivas da Economia Mundial. O documento menciona dados da Global Trade Alerta, segundo os quais países impuseram cerca de 3.200 novas restrições sobre o comércio em 2022 e cerca de 3 mil em 2023, quando em 2019 haviam sido 1.100.

O FMI diz que suas projeções se baseiam na expectativa de que os preços de commodities que são combustíveis e também as demais tenham recuo em 2024 e 2025, bem como de que as taxas de juros recuem nas maiores economias. "Os preços médios do petróleo devem recuar cerca de 2,3% em 2024, enquanto os preços das commodities não combustíveis devem cair 0,9%" projeta.

As projeções do staff do FMI são de que as taxas de juros devem seguir nos níveis atuais pelo Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), o Banco Central Europeu (BCE) e o Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês) até o segundo semestre de 2024, antes de começarem a cair de modo gradual, conforme a inflação se aproxima das metas. O Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês), por sua vez, deve manter uma postura em geral acomodatícia, acredita o Fundo.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes