Petrobras considera cooperação internacional em novas fronteiras, como a Margem Equatorial

A Petrobras informou, em apresentação para investidores estrangeiros em Nova York, que é possível a participação de empresas internacionais na exploração de novas fronteiras, como a Margem Equatorial, no Norte do País. Sem dar detalhes, a estatal destacou a região como a principal a ser explorada nos próximos anos.

A companhia está realizando o seu primeiro "Deep Dive" (mergulho profundo), para detalhar o Plano Estratégico 2024-28 para investidores internacionais.

O evento conta com a presença do presidente da estatal, Jean Paul Prates, e quase toda a diretoria, e termina na quarta-feira, 31.

Além da Margem Equatorial, onde serão perfurados 16 poços, a estatal disse aos investidores que pretende fazer mais 6 poços na Colômbia até 2028.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes