França fará tudo para que acordo com Mercosul, como está hoje, não seja fechado, diz ministro

O ministro da Economia da França, Bruno Le Maire, afirmou nesta quarta-feira, 31, que seu país "fará todo o necessário para que o acordo com o Mercosul, tal como está hoje, não seja assinado". Durante entrevista à rádio Europe 1, ele argumentou que é apenas graças ao presidente francês, Emmanuel Macron, que o acordo com o bloco sul-americano não é fechado agora.

"Esse acordo não é bom para nossos produtores" agropecuários, argumentou o ministro. "Ele não pode e não será assinado como está", assegurou.

Le Maire argumentou que há acordos comerciais que "são muito bons para os agricultores de seu país, e mencionou exemplos como os fechados com China, Canadá e Japão.

No caso do Mercosul, porém, "as condições não estão garantidas", na sua opinião. O ministro disse que a França pretende travar um "braço de ferro" para impedir o fechamento do acordo com o bloco como ele hoje se apresenta. "Nós não vamos assinar, a França não irá assinar", enfatizou.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes