Taxa de subutilização da força de trabalho fica em 17,3% no trimestre até dezembro, diz IBGE

No trimestre terminado em dezembro de 2023, faltou trabalho para 19,9 milhões de pessoas no País, das quais 8,1 milhões estavam sem nenhum trabalho, segundo os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), iniciada em 2012 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A taxa composta de subutilização da força de trabalho passou de 17,6% no trimestre até setembro de 2023 para 17,3% no trimestre até dezembro. Esse indicador inclui a taxa de desocupação, a taxa de subocupação por insuficiência de horas e a taxa da força de trabalho potencial, pessoas que não estão em busca de emprego, mas que estariam disponíveis para trabalhar.

No trimestre até dezembro de 2022, a taxa de subutilização da força de trabalho estava em 18,5%.

Ainda segundo o IBGE, a população subutilizada (19,9 milhões) ficou estável ante o trimestre até setembro. Em relação ao trimestre até dezembro de 2022, esse indicador assistiu a um recuo de 6,4%. No fim de 2022, havia 21,3 milhões de pessoas nessa situação.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes