Lula diz que política econômica justa e eficiente também é parte de projeto de País

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou, durante discurso na solenidade de abertura do ano Judiciário de 2024, que sua gestão se preocupa com uma política econômica "justa e eficiente". Tema, disse, que está em sintonia com as prioridades do Supremo Tribunal Federal (STF).

"Uma política econômica justa e eficiente, com a garantia de um ambiente dinâmico de negócio, também é parte indispensável do nosso projeto de País. Por isso, Marco Fiscal e Reforma Tributária representam avanços extraordinários para o Brasil", disse o presidente. "Mas é preciso permanecermos em alerta para evitar retrocessos pretendidos por setores insatisfeitos com a perda de privilégios", completou Lula.

Liberdade de expressão

Ao mesmo tempo que defendeu a liberdade de expressão, o presidente também destacou a necessidade de se combater os discursos de ódio. "É preciso desmantelar a criminosa máquina de fake news" disse, usando a pandemia da covid-19 e as notícias falsas que circularam sobre as vacinas como um dos malefícios à serem combatidos.

Para além de criminalizar os que espalham as notícias falsas, Lula também defendeu a responsabilização das Big Techs pelos crimes praticados em suas plataformas. "Precisamos construir uma regulação democrática das plataformas, da IA e das novas formas de trabalho no ambiente digital", disse.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes