China promete mais apoio a locatários de imóveis; lista de 17 medidas entra em vigor no dia 5

A China prometeu mais apoio a locatários de imóveis, à medida que implementa uma série de ações para sustentar o seu mercado imobiliário em dificuldades, ao mesmo tempo que promete manter os gastos do governo numa "intensidade necessária".

O Banco do Povo da China (PBoC) e a Administração Estatal de Supervisão Financeira divulgaram uma lista de 17 medidas de apoio ao mercado de aluguel habitacional que entrarão em vigor nesta segunda-feira, 5. A maior parte tem a ver com serviços financeiros de arrendamento, promoção do investimento em habitação para aluguel e melhoria da gestão financeira dos imóveis para arrendamento.

"O apoio financeiro ao desenvolvimento do mercado de aluguel habitacional deve destacar pontos-chave e visar deficiências, principalmente nas grandes cidades, se concentrando na resolução dos problemas habitacionais dos novos cidadãos, jovens e outros grupos", diz um documento publicado no site do governo chinês.

O objetivo é "apoiar diversas entidades na construção, renovação e exploração de habitações para arrendamento de longa duração, e na revitalização do parque habitacional existente, aumentando efetivamente a oferta de habitações para arrendamento comercial e a preços acessíveis", afirma. Fonte: Associated Press.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes