Melhora do mercado de trabalho e inflação menor ajudaram demanda da indústria em 2023, diz IBGE

O gerente da Pesquisa Industrial Mensal do IBGE, André Macedo, disse nesta sexta-feira, 2, que conjunturas da economia brasileira contribuíram para a expansão da produção da indústria brasileira em dezembro ante novembro (1,1%) e no conjunto de 2023 na comparação com 2022 (0,2%).

Macedo citou, especificamente, a melhora no mercado de trabalho, a queda da inflação, o aumento das importações e a recente flexibilização da política monetária, expressa na redução da taxa de juros.

São aspectos que impulsionaram a demanda por produtos industriais de um lado e, do outro, deram melhores condições de produção ao setor.

"Houve melhora no mercado de trabalho, sustentada pela redução na taxa de desocupação e aumento na massa de rendimentos, além de uma inflação mais confortável, principalmente nos alimentos, o que deixou renda disponível para as famílias", disse sobre os fatores que impulsionaram a demanda.

Para a cadeia produtiva da indústria, ajudaram o aumento das importações e a recente flexibilização da política monetária, completou.

A redução dos juros básicos da economia, ainda que permaneça em "patamar elevado de dois dígitos", já oferece melhores condições de investimento ao produtor e perspectivas de endividamento menor para as próprias famílias consumidoras.

"Tudo isso tem impacto na confiança do consumidor e também dentro da indústria", disse Macedo.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes