Trump diz que, se eleito, não reconduzirá Powell a um 3º mandato como presidente do Fed

Ex-presidente dos Estados Unidos e pré-candidato nas eleições deste ano, Donald Trump afirmou hoje que, se voltar à Casa Branca, não indicará o presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell, a um terceiro mandato à frente da autoridade monetária.

Em entrevista à Fox Business, o republicano acusou Powell de planejar cortes de juros para ajudar a campanha à reeleição do atual presidente dos EUA, Joe Biden. "Eu acho que ele é político", criticou.

Para ele, as tensões geopolíticas elevam os riscos de maior inflação à frente, que poderia ser agravada por um afrouxamento monetário. "Parece-me que ele Powell está tentando reduzir as taxas de juros para talvez eleger pessoas", afirmou, em referência também ao rival democrata.

Powell chegou a presidência do Fed em 2018, nomeado por Trump, e em 2021 foi reconduzido ao cargo por Biden.

O mandato atual se estende até 2026 e o banqueiro central ainda não indicou se quer continuar no posto.

No governo Trump, Powell foi criticado diversas pelo então presidente, que reclamava da indisposição da autoridade monetária em cortar a taxa básica.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes