Na pesquisa Focus do BC, previsão para IPCA de janeiro passa de 0,39% para 0,38%

A mediana do relatório Focus para a inflação de janeiro de 2024 caiu de 0,39% uma semana atrás para 0,38% agora, conforme a edição do documento divulgada nesta terça-feira, 6, pelo Banco Central. Há um mês, a expectativa intermediária era de 0,37%.

A projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de fevereiro oscilou para cima, de 0,67% para 0,69%, ante 0,65% quatro semanas antes.

Já a mediana para março ficou estável, em 0,28%, contra 0,32% um mês atrás.

Projeção suavizada do IPCA em 12M à frente fica estável em 3,82%

A mediana do relatório Focus para a inflação suavizada dos próximos 12 meses ficou estável em 3,82% na edição do documento divulgada nesta terça-feira. Um mês atrás, era de 3,88%.

Em junho do ano passado, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, anunciou ao Conselho Monetário Nacional (CMN) que o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, iria editar decreto estabelecendo uma meta contínua de inflação a partir de 2025, em substituição à atual meta-calendário.

No dia 20 de outubro, porém, Haddad confirmou que não havia previsão para publicar o decreto que regulamenta a meta de inflação contínua. "Até aqui, não há previsão de publicar o decreto. Consultas estão sendo feitas pela Secretaria de Política Econômica da Fazenda. Mas nós temos tempo, e provavelmente até o final do ano nós vamos ter notícias", disse o ministro, em São Paulo.

Como mostrou o Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) no mês passado, com a chegada de mais diretores do Banco Central indicados por Lula, o decreto da meta de inflação deve ser finalmente publicado.

O governo enxergava o período até o fim do recesso do Legislativo como uma "boa janela". "O documento já está esboçado. É apenas uma questão de timing e, até a volta do Congresso, pode ser um bom momento", comentou uma fonte.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes