BB: Despesas administrativas são de R$ 9,425 bi no 4º trimestre, alta de 6,4% em um ano

No quarto trimestre do ano passado, as despesas administrativas do Banco do Brasil somaram R$ 9,425 bilhões, número 6,4% maior que o registrado um ano antes. No comparativo com o terceiro trimestre de 2023, houve elevação de 3,6%.

As despesas de pessoal foram de R$ 6,033 bilhões, o que representa aumento de 7,3% em 12 meses, e alta de 5,9% em três. Segundo o banco, o trimestre foi marcado pela contratação de 1.981 novos funcionários, sendo 506 deles para a área de tecnologia. Além disso, houve impacto de dissídio anual.

As demais despesas administrativas somaram R$ 3,392 bilhões, alta de 4,8% em um ano.

Ao todo, o banco tinha 3.992 agências físicas no final do segundo trimestre, um aumento de 9 pontos na comparação com o mesmo período do ano passado. O quadro de funcionários do BB cresceu em 267 postos, para 86.220 funcionários ao todo.

O índice de eficiência do banco público foi de 27,5%, queda de 1,7 ponto porcentual em um ano, e de 0,4 ponto em três meses. Quanto menor o índice, mais eficiente é a operação do banco. O BB é o mais eficiente entre os quatro maiores bancos listados.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes