Escritório de Orçamento do Congresso dos EUA prevê que déficit fiscal crescerá US$ 1 tri

O Escritório de Orçamento do Congresso dos Estados Unidos (CBO, na sigla em inglês) prevê que o déficit fiscal dos Estados Unidos crescerá cerca de US$ 1 trilhão ao longo dos próximos 10 anos, em mais um alerta de que a dívida pública americana continuará a trajetória ascendente à frente.

No relatório de perspectivas para a década, o CBO projeta que o déficit subirá de US$ 1,6 trilhão no ano fiscal de 2024 para US$ 2,6 trilhões em 2034. Em proporção ao Produto Interno Bruto (PIB), a expectativa é de que haja um aumento de 5,6% ao pico de 6,1% em 2025, antes de escolher a 5,2% em 2027 e retornar a 6,1% em 2034.

"Desde a Grande Depressão, os déficits ultrapassaram esse nível apenas durante e pouco depois da Segunda Guerra Mundial, da crise financeira de 2007-2009 e da pandemia do coronavírus", afirma o CBO.

A agência também prevê que o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) real do país vai desacelerar a 1,5% 2024, com o arrefecimento dos gastos do consumidor e a queda no investimento de empresas em estruturas não residenciais.

A projeção é que o PIB real cresça 2,2% tanto em 2025 quanto em 2026, à medida que o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) for cortando juros em 2024 em resposta às condições econômicas mais fracas.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes