CCR espera novidades do TCU sobre repactuação do contrato da MSVia em 90 a 120 dias

A CCR espera que novidades sobre a repactuação do contrato da Concessionária de Rodovia Sul-Matogrossense (MSVia) apareçam entre 90 e 120 dias. Segundo o CFO da CCR, Waldo Perez, esse é o prazo para o grupo de trabalho criado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) dar uma resposta sobre o caso.

A subsidiária da CCR assumiu a concessão da BR-163, conhecida como Rota do Pantanal, em Mato Grosso do Sul, em 2014.

Cinco anos depois, em 2019, a empresa pediu a devolução amigável do contrato alegando haver prejuízos devido a inconsistências na modelagem da privatização.

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) planejou relicitar a rodovia em 2020, mas avaliou que a repactuação do contrato com a MSVia seria mais vantajosa.

A conclusão do processo aguarda a aprovação final do TCU.

O caso da MSVia pode servir de modelo para as demais rodovias da terceira fase de concessões do governo federal com problemas.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes