El Niño tem afetado mais a produção agrícola que inflação, afirma Galípolo

O diretor de Política Monetária do Banco Central, Gabriel Galípolo, disse nesta sexta-feira, 16, que a instituição monitora as questões climáticas e seus impactos sobre a safra doméstica. E que o fenômeno El Niño tem afetado mais a produção do que a inflação até o momento.

"A questão do clima é muito complexa porque afeta de forma muito heterogênea não só o Brasil, que tem uma fronteira agrícola ampliada pelas regiões, mas como afeta outros produtores e os preços de algumas commodities", comentou Galípolo, que participou nesta sexta de live da Bradesco Asset.

O El Ninõ, de acordo com ele, tem sido positivo para algumas safras, como a de soja e pode ter impactos mais sobre alimentos in natura. "O que a gente espera para este ano é que pode ter uma produção inferior a do ano passado, mas ainda assim relativamente alta."