Gerdau registra lucro líquido de R$ 732 milhões no 4º trimestre, queda de 45,1%

A Gerdau registrou lucro líquido de R$ 732 milhões no quarto trimestre de 2023, queda de 45,1% em relação ao mesmo período de 2022 e recuo de 54% ante os três meses imediatamente anteriores, informou a empresa em seu release de resultados na noite desta terça-feira, 20.

Se considerado o ano de 2023, a empresa apurou R$ 6,9 bilhões de lucro líquido, 40,9% menor ante o registrado em 2022, reflexo, segundo a companhia, de menores volumes das vendas nas operações de negócios e, principalmente, pela forte base de comparação do ano 2022, quando a siderúrgica registrou o segundo maior lucro líquido ajustado de sua história.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da Gerdau atingiu R$ 2,039 bilhões e caiu 43,8% na comparação anual, sendo menor em 39,1% no intervalo trimestral.

Segundo relatório de resultados da companhia, o resultado é explicado, principalmente, por menores volumes de entregas nas operações e pelas questões econômicas na Argentina (operação de negócios da América do Sul).

"A Gerdau sustentou níveis saudáveis de rentabilidade, resultado da transformação da companhia ao decorrer dos anos para se tornar cada vez mais resiliente e adaptada ao cenário externo por meio de um portfólio de produtos mais equilibrado", afirmou a empresa.

A receita líquida da Gerdau no período totalizou R$ 14,716 bilhões, queda de 18,1% em relação ao mesmo período de 2022 e 13,8% menor quando comparado ao terceiro trimestre de 2023.

A empresa avalia que o recuo sobre o período foi influenciado pelo menor volume vendido e pelos impactos da operação na Argentina, em função da desvalorização cambial ocorrida em dezembro.