Ouro fecha em baixa, com risk-on e viés de alta dos Treasuries

O ouro fechou com leves perdas, em um dia de maior demanda por ativos de risco no exterior e viés de alta dos retornos dos Treasuries.

Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro com entrega prevista para abril fechou em queda de 0,17%, a US$ 2.030,7 a onça-troy.

A procura por ativos seguros como o ouro ficou em segundo plano hoje, depois que o balanço trimestral da Nvidia superou expectativas e provocou um rali no mercado de ações - principalmente nos papéis de tecnologia. O impulso nos juros dos Treasuries

colaborou com a pressão ao aumentar a atratividade dos títulos para quem ainda busca segurança.

"O aumento dos rendimentos de Treasuries e o rali dos mercados acionários representam um custo de oportunidade considerável que os investidores renunciariam ao investirem no ouro. O ouro não paga juros nem dividendos, e custa dinheiro para ser armazenado", observou o analista Fawad Razaqzada, do City Index.

"Embora eu continue prevendo que o metal atingirá novos recordes, possivelmente no fim do ano, quando os bancos centrais começarem a cortar juros, as perspectivas de curto prazo permanecem pessimistas", afirmou Razaqzada em relatório.