No G20, Picchetti diz que tensões geopolíticas têm desdobramentos sobre financeiro e econômico

O diretor de Assuntos Internacionais do Banco Central, Paulo Picchetti, disse que as tensões geopolíticas no mundo têm desdobramentos sobre o lado financeiro e econômico. Há ainda os riscos climáticos, que já provocam efeitos na oferta de curto prazo em diferentes regiões do planeta.

"Já existem evidências que o clima tem impacto sobre expectativas e preços, que em última análise estão afetando o balanço total de risco", disse o diretor do BC em conversa com jornalistas.

"Há riscos pelo momento em que o mundo vive, o que envolve questões de tensões geopolíticas", comentou ele.

Perguntado sobre as discussões para descongelar ativos russos e levar os recursos para a Ucrânia, como querem os Estados Unidos, Picchetti disse que o tema não foi tratado nas reuniões plenárias. Já o tema guerra - entre Rússia e Ucrânia e de Israel com o Hamas - apareceu nas discussões.

Sobre os pagamentos transfronteiriços, Picchetti disse que teve muitas conversas sobre questões econômicas e tecnológicas para permitir que se transformem em realidade.