Banco do Brasil e Tesouro estendem ação com título Educa+ voltada às mulheres

O Banco do Brasil e o Tesouro Nacional prorrogaram até 30 de junho a ação Educa+Mulher. Nela, mulheres podem investir a partir de R$ 35 no título Educa+, emitido pelo Tesouro, e são automaticamente incluídas em uma apólice de seguro de vida do banco voltada ao público feminino, válida por um ano.

O seguro oferece proteção financeira em caso de perda inesperada da responsável financeira. O banco afirma que o objetivo da iniciativa é incentivar a inclusão, a educação financeira e a proteção às mulheres, ajudando na construção da reserva financeira para os estudos de seus dependentes e beneficiários.

"Em pouco mais de 30 dias desde o lançamento da parceria, houve um incremento de 145% na média diária de mulheres investindo em títulos do Tesouro Educa+. Antes da ação, as mulheres representavam 35% do número de investidores nessa modalidade do Tesouro. Hoje, elas chegam a quase 58% do total de clientes", diz em nota o vice-presidente de Negócios de Atacado do BB, Francisco Lassalvia.

A ação inclui ainda conteúdos de educação financeira gratuitos, via WhatsApp e através do portal InvesTalk.

No início deste mês, o BB se tornou o primeiro banco a permitir o investimento em títulos do Tesouro através do WhatsApp, que também pode tirar dúvidas sobre a aplicação. "O objetivo é democratizar o acesso ao mundo dos investimentos, contribuindo com a inclusão financeira dos brasileiros e ampliando a oferta de uma assessoria especializada para todos", afirma Lassalvia.