Lucro líquido recorrente do BNDES em 2023 alcança R$ 11,9 bi, queda de 5% ante 2022

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) reportou lucro líquido recorrente de R$ 5,3 bilhões no quarto trimestre de 2023, uma alta de 54,8% ante o quarto trimestre de 2022. No conjunto do ano, o lucro líquido recorrente foi de R$ 11,9 bilhões, queda de 5% ante 2022.

De acordo com o diretor financeiro e de Crédito Digital para Micro, Pequenas e Médias Empresas (MPMEs) do banco, Alexandre Abreu, se o BNDES não tivesse realizado devoluções de valores ao Tesouro em 2022, o resultado teria sido R$ 1,1 bilhão maior em 2023, com alta e não queda ante o ano anterior.

"O plano de pagamentos ao Tesouro previa venda de ativos. Se tivéssemos vendido ativos em 2023, teríamos perdido valorização. A decisão de não fazer venda de ativos em 2023 e prorrogar junto com TCU e Fazenda se mostrou acertada", disse ele.

O patrimônio líquido recorrente do BNDES alcançou R$ 151,3 bilhões no quarto trimestre de 2023, alta de 15,23% ante o quarto trimestre de 2022.

A inadimplência até 90 dias, disse Abreu, ficou em 0,01% no período, atingindo o menor patamar histórico para um trimestre. "A manutenção da inadimplência em 0,01% é boa notícia, sinal de que a economia está melhorando", disse.

'Resultado crescente'

Segundo o diretor, os pré-pagamentos ao Tesouro ao longo de 2022, sob o governo Jair Bolsonaro, afetaram o resultado da tesouraria e impactaram negativamente o caixa do BNDES.

"Nosso resultado é crescente. No terceiro e quarto trimestres de 2023, ficaram acima do registrado em 2022 e, nos trimestres anteriores, ficaram um pouco abaixo do que no ano anterior em função do caixa, que está sendo recomposto", disse Abreu.

Em apresentação dos resultados do Banco em 2023, ele mostrou que o caixa livre do BNDES começou 2022 com R$ 90 bilhões, chegando a R$ 16 bilhões na virada para 2023 e sendo recomposto para R$ 34 bilhões no quatro trimestre daquele ano.

Captações externas

Abreu disse, ainda, que as captações externas foram "importante fonte complementar de recursos". Segundo ele, foram US$ 3,2 bilhões contratados por meio de captações externas.