ABBC promove ação para incentivar aumento de mulheres em cargos e liderança

A Associação Brasileira de Bancos (ABBC) lançou nesta terça-feira, uma ação com objetivo de ajudar a melhorar o quadro de igualdade de gênero no setor bancário brasileiro. Trata-se do Selo Mais Mulheres na Liderança, que passa a ser concedido a instituições que possuem duas ou mais mulheres em cargos de direção, realidade que atualmente faz parte se somente 25 de 120 associados da ABBC.

"Queremos mudar o cenário atual, promovendo e incentivando uma maior participação das mulheres na liderança do mercado financeiro", diz a presidente da ABBC, Sílvia Scorsato.

A expectativa da ABBC, de acordo com Scorsato é de que as empresas do segmento financeiro estejam abertas à diversidade não apenas por adotarem uma política de inclusão, mas também porque saibam reconhecer e identificar que existem muitas profissionais qualificadas no mercado.

"Não se trata de cumprimento de cotas. Todos sabemos que existem muitas mulheres competentes para ocupar os cargos executivos de qualquer instituição. Seria inadmissível pensar em uma empresa ou instituição que aceita líderes, de qualquer gênero, apenas para o atingimento de um porcentual. As empresas simplesmente têm que estar dispostas e preparadas para receber profissionais, sem preconceito," afirma.

A ABBC é signatária dos Princípios de Empoderamento das Mulheres (WEPs), da ONU e vem promovendo diversas ações em benefício da equidade de gênero junto ao mercado. "Nosso propósito é reconhecer a importância da criação de ambientes inclusivos e equitativos para que as mulheres possam prosperar em suas vidas e carreiras", afirma Carolina Gladyer Rabelo, diretora Jurídica, Governança e Educação Executiva da ABBC.

O prêmio foi concedido às seguintes instituições:

Banco ABC Brasil, Banco Afinz, Banco BMG, Banco BS2, Banco Crédit Agricole, Banco Credit Suisse, Banco Daycoval, Banco do Estado do Pará, Banco do Estado do Rio Grande do Sul, Banco Fibra, Banco Genial, Banco Inter, Banco Mercantil do Brasil, Banco Mizuho do Brasil, Banco Sofisa, Bank of America Merrill Lynch, BNDES, Citi, ID Corretora, Iugu, Ouribank, Socinal, Stone Pagamentos, Travelex, Tribanco.