BCE corta projeções de inflação na zona do euro em 2024 e 2025 e mantém a de 2026

A equipe técnica do Banco Central Europeu (BCE) projeta agora que o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) da zona do euro cresça 2,3% em 2024, 2,0% em 2025 e 1,9% em 2026. Em dezembro, previa avanços de 2,7% no ano atual, de 2,5% em 2025 e de 1,9% em 2026.

Ou seja, as expectativas para os preços foram cortadas para 2024 e 2025, mas mantidas para 2026, segundo as projeções trimestrais atualizadas publicadas nesta quinta-feira, 7, junto com a decisão de política monetária, de manter principais taxas de juros inalteradas pela quarta vez consecutiva.

O núcleo do CPI deve subir 2,6% em 2024, 2,1% em 2025 e 2,0% em 2026, diz o BCE. Em dezembro, ele projetava altas de 2,7% em 2024, 2,3% em 2025 e de 2,1% em 2026, portanto houve redução nas projeções nos três casos.

O BCE comenta que houve corte nas projeções para a inflação sobretudo em 2024, o que reflete uma contribuição menor dos preços de energia.

Atividade

O Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro deve crescer apenas 0,6% no ano atual, estima o BCE. A equipe técnica do banco central revisou assim para baixo a expectativa divulgada em dezembro, de alta de 0,8%.

Para 2025, ele projeta crescimento de 1,5%, o que reafirma a previsão de dezembro.

No caso de 2026, a expectativa de avanço do PIB foi revisada para cima, de 1,5% em dezembro a 1,6% agora.