Lula volta a indicar que pode tentar revisar limite de gastos para ter mais dinheiro para obras

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, voltou a indicar, nesta quinta-feira, 7, que poderá tentar revisar o limite de gastos de 2024 para ter mais dinheiro disponível para obras. Ele deu a declaração no anúncio do PAC Seleções, no Palácio do Planalto.

"A arrecadação está aumentando além daquilo que muita gente esperava. Lógico que nós temos um limite de gastos, que, quando a gente tiver mais dinheiro, a gente vai ter que discutir com a Câmara e o Senado esse limite de gastos e vamos ver como é que a gente pode utilizar mais dinheiro para fazer mais benefício para o povo. O que é importante vocês terem clareza que ninguém ficará de fora", disse o presidente.

Lula também disse que na próxima semana fará o anúncio de 100 municípios que receberão institutos federais.

Ele usou a palavra "sorteio", e depois disse que haveria critérios na escolha dos locais, com preferência para onde ainda não há esse tipo de estrutura.

O presidente também afirmou que liberar obras só para aliados políticos é um "critério do passado".

O chefe do governo também afirmou que quer visitar as obras que já anunciou para verificar o andamento.

Além disso, disse que o volume de precatórios liberado pelo governo, entre outras medidas, facilitará a geração de emprego.