Após payroll, Biden celebra 'grande retomada americana' no emprego

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou que "a grande retomada americana continua", após os números desta sexta-feira, 8, mais cedo do relatório mensal de empregos (payroll) de fevereiro. Em breve comunicado divulgado, ele lembra de seu discurso do Estado da União no período da noite da quinta-feira, 7, no qual, segundo Biden, foi delineado que se almeja uma economia que invista em todos os norte-americanos, com uma classe média sólida e "ninguém deixado para trás".

Biden diz ter herdado uma economia "à beira" de um colapso, mas que agora "causa inveja ao mundo".

Ele ressaltou que foram criados quase 15 milhões de empregos desde sua posse - período também marcado pela retomada econômica após o auge do choque da pandemia da covid-19.

Menciona ainda que a taxa de desemprego está abaixo de 4% na sequência do tipo mais longa em mais de 50 anos, enquanto os salários continuam a crescer.

O presidente dos EUA ainda menciona que a inflação continua a cair, e reforça que adota ações para reduzir custos, como pressionar grandes farmacêuticas a cortar preços e tornar a compra de moradias uma alternativa possível para os norte-americanos.