IPC-Fipe sobe 0,45% na 1ª quadrissemana de março, após avançar 0,46% em fevereiro

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,45% na primeira quadrissemana de março, desacelerando marginalmente em relação ao avanço de 0,46% de fevereiro, segundo dados publicados nesta segunda-feira, 11, pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Na leitura inicial deste mês, dois dos sete componentes do IPC-Fipe perderam força: Alimentação (de 1,04% em fevereiro a 0,96% na primeira quadrissemana de março) e Transportes (de 0,86% a 0,68%). Já o item Vestuário mostrou deflação mais intensa (de -0,29% a -0,39%).

Nas demais categorias, os preços ganharam força ou caíram em ritmo mais comedido: Habitação (de 0,47% em fevereiro a 0,54% na primeira quadrissemana de março), Despesas Pessoais (de -0,53% a -0,41%), Saúde (de 0,36% a 0,37%) e Educação (de 0,00% a 0,05%).

Veja abaixo como ficaram os componentes do IPC-Fipe na primeira quadrissemana de março:

- Habitação: 0,54%

- Alimentação: 0,96%

- Transportes: 0,68%

- Despesas Pessoais: -0,41%

- Saúde: 0,37%

- Vestuário: -0,39%

- Educação: 0,05%

- Índice Geral: 0,45%