Oracle expande receita e lucro no último trimestre, com demanda por seus produtos aquecida

A Oracle registrou receitas maiores no último trimestre, em meio à demanda por sua infraestrutura em nuvem. A gigante de software registrou lucro líquido de US$ 2,4 bilhões, ou de US$ 0,85 por ação, no terceiro trimestre fiscal encerrado em 29 de fevereiro - acima dos US$ 1,9 bilhão, ou US$ 0,68 por ação, em igual período no ano anterior.

O lucro ajustado foi de US$ 1,41 por ação, acima das estimativas dos analistas, de lucro ajustado de US$ 1,38 por ação.

A receita subiu para US$ 13,28 bilhões no terceiro trimestre fiscal, de US$ 12,4 bilhões no ano anterior, em linha com as estimativas dos analistas.

A CEO Safra Catz disse que grandes novos contratos de infraestrutura em nuvem aumentaram suas Obrigações de Desempenho Restantes em 29%, para US$ 80 bilhões, um recorde histórico.

Ela acrescentou que a Oracle espera que 43% das atuais Obrigações de Desempenho Restantes sejam reconhecidas como receita nos próximos quatro trimestres.

"Esperamos continuar recebendo grandes contratos reservando capacidade de infraestrutura em nuvem porque a demanda por nossa infraestrutura de inteligência artificial Gen2 excede substancialmente a oferta", disse Catz. Fonte: Dow Jones Newswires.