BC é eleito Banco Central do ano de 2024 pela revista Central Banking

O Banco Central do Brasil foi eleito nesta terça-feira, 12, como o "BC do ano de 2024" pela revista Central Banking, que destacou os efeitos positivos da autonomia da instituição estabelecida em lei sancionada no fim de 2021. A publicação apontou a rapidez da reação do Comitê de Política Monetária (Copom) em elevar os juros para combater a alta da inflação após a pandemia de covid-19, diferentemente de outros países que levaram mais tempo para iniciar o processo de aperto monetário.

O presidente do BC, Roberto Campos Neto, dedicou o prêmio ao corpo técnico da instituição e destacou que o trabalho de excelência dos servidores tem contribuído para a estabilidade do poder de compra da moeda e para a solidez e a eficiência do sistema financeiro brasileiro.

"Após os grandes choques que afetaram a economia global nos últimos anos, o BC atuou de forma proativa. Essa estratégia vem gerando resultados positivos, reduzindo a inflação com menores custos em termos de atividade econômica", afirmou Campos Neto.

O presidente do BC também destacou a ampla agenda de inovação financeira do órgão que, segundo ele, tem sido responsável pela inclusão financeira de milhões de brasileiros. "Iniciativas como o Pix, o Open Finance, a internacionalização da moeda e o desenvolvimento do Drex, nossa CBDC, promovem a eficiência e a modernização do sistema financeiro. Também adotamos uma agenda de sustentabilidade, alinhada às demandas da sociedade", completou.