Sete dos 9 grupos do IPCA tiveram alta de preços em fevereiro, mostra IBGE

Sete dos nove grupos que integram o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) registraram altas de preços em fevereiro, informou nesta terça-feira, 12, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Houve deflação em Artigos de Residência (queda de 0,07% e impacto de 0,00 ponto porcentual) e Vestuário (queda de 0,44% e impacto de -0,02 ponto porcentual).

Os aumentos foram registrados em Alimentação e Bebidas (0,95%, impacto de 0,20 p.p.), Saúde e Cuidados Pessoais (0,65%, impacto de 0,09 ponto porcentual), Despesas Pessoais (0,05%, impacto de 0,01 p.p.), Educação (4,98%, impacto de 0,29 p.p.), Habitação (0,27%, impacto de 0,04 p.p.), Transportes (0,72%, impacto de 0,15 p.p.) e Comunicação (1,56%, impacto de 0,07 p.p.).

Todas as 16 regiões investigadas pelo IBGE registraram altas de preços em fevereiro.

O resultado mais brando foi verificado em Rio Branco, 0,26%, enquanto o mais elevado ocorreu em Aracaju, 1,09%.