BCE pode iniciar corte de juros em breve, se inflação seguir projeções, diz dirigente

Dirigente do Banco Central Europeu (BCE) e presidente do BC da Letônia, Martins Kazaks afirmou que cortes nas taxas de juros podem acontecer em breve, caso a economia e a inflação confirmem o desempenho projetado pelo banco central. Segundo ele, a decisão pode ser tomada já nas próximas reuniões monetárias.

"Os mercados financeiros atualmente tem uma visão muito parecida, precificando amplamente um primeiro corte de juros de 25 pontos-base (pb) em junho", apontou Kazaks, em comunicado publicado pelo BC da Letônia.

Na visão dele, há um processo de equilíbrio entre os riscos de reduzir juros rapidamente e provocar um repique da inflação ou de reduzir tarde demais, pesando sobre o crescimento. "Assim, não há necessidade de atrasar demais os cortes", pontuou, acrescentando que a inflação está "quase derrotada".

Entretanto, Kazaks reiterou que as decisões seguirão dependentes de dados, tendo em vista que a cautela ainda é necessária para lidar com o elevado nível de incertezas.

Entre os riscos, o dirigente destaca a possibilidade de preços de energia, especialmente de gás natural, mais altos que o esperado em 2024 e de resiliência do mercado de trabalho apertado.