S&P rebaixa rating em moeda local da Argentina para SD, após operação de troca de dívida

A S&P Global Ratings rebaixou a nota de crédito soberana em moeda local da Argentina de CCC-/C para SD, após anúncio de plano de troca de dívida em peso argentino. A agência também reiterou os ratings em moeda estrangeira em C no curto prazo e em CCC- no longo prazo, com perspectiva negativa.

Para a instituição, a operação conduzida nesta semana pelo governo argentino representa uma "transação sob estresse", devido às vulnerabilidades macroeconômicas agudas do país e à capacidade limitada em ampliar o prazo de maturação do passivo público local.

A S&P acrescenta que as divergências entre o governo do novo presidente da nação latino-americana, Javier Milei, e o Congresso dificultam a implementação da agenda econômica para estabilizar a atividade. "Os mercados de capitais globais permanecem fechados para a Argentina, levando o governo a depender do mercado local, usando swaps para administrar grandes vencimentos, bem como leilões de dívidas tradicionais", ressalta.

A agência espera voltar a elevar o rating de longo prazo em divisa local assim que a operação de troca de dívida estiver concluída, o que significaria que o default foi resolvido.