OCDE: Aquisição do Credit Suisse pelo UBS criou novos riscos à estabilidade financeira na Suíça

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) disse nesta quinta-feira, 14, em relatório sobre perspectivas econômicas para a Suíça, que a aquisição do Credit Suisse pelo UBS no ano passado "fez crescer novos riscos e desafios" à estabilidade financeira do país.

De acordo com o relatório, o processo de aquisição foi feito de maneira acelerada, sem seguir o processo regulatório para bancos sistemicamente importantes, ou "bancos grandes demais para falirem". A forma como se deu a aquisição, segundo a OCDE, "levanta questões sobre a regulação e supervisão dos grandes bancos no futuro".

Segundo a instituição, o UBS já era um banco sistemicamente importante antes da aquisição, e agora atingiu um patamar preocupante, enquanto tem até 2030 para atender às regras globais para bancos sistemicamente importantes.

Além disso, a OCDE destaca que o mercado imobiliário suíço agora começou a dar indícios de enfraquecimento, mas as vulnerabilidades do setor permanecem. Com isso, grandes subidas nos juros ou outros choques podem resultar em correções acentuadas de preços, levando à deterioração das carteiras hipotecárias dos bancos.