Parâmetros da dívida dos Estados será levado a governadores após aval de Lula, afirma Haddad

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse nesta segunda-feira, 18, que aguarda uma agenda com o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, para apresentar a ele os parâmetros da proposta do governo para os indexadores da dívida dos Estados. Após o aval do chefe do Executivo, Haddad vai iniciar a negociação com os governadores.

"Me reuni com todos os governadores, praticamente. Assim que submeter os parâmetros ao presidente Lula, eu apresento para eles. Só estou dependendo de uma agenda com o presidente Lula e, ato contínuo, eu convoco a reunião com os governadores para apresentar o esboço do que nós estamos imaginando e começar uma negociação", disse Haddad, em uma breve conversa com jornalistas após retornar da reunião ministerial, que ocorreu na manhã desta segunda-feira no Palácio do Planalto.

Nas últimas semanas, Haddad recebeu governadores para discutir questões relativas às dívidas dos entes. O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), já havia afirmado que os Estados, especialmente os que estão no Regime de Recuperação Fiscal (RRF), pleiteiam mudanças nos critérios dos indexadores da dívida e que as conversas com a equipe econômica tinham avançado.

Já o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), disse que também abordou o assunto com Haddad e que o ministro já havia se comprometido a apresentar uma proposta a Lula.

O governador havia adiantado que isso deve se tornar um projeto de lei complementar sobre o tema.