IPC-Fipe sobe 0,42% na 2ª quadrissemana de março, após avançar 0,45% na prévia anterior

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,42% na segunda quadrissemana de março, desacelerando levemente em relação ao acréscimo de 0,45% observado na primeira quadrissemana deste mês, segundo dados publicados nesta terça-feira, 19, pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Na segunda leitura de março, cinco dos sete componentes do IPC-Fipe perderam força: Habitação (de 0,54% na primeira quadrissemana a 0,39% na segunda quadrissemana), Alimentação (de 0,96% a 0,95%), Transportes (de 0,68% a 0,63%), Saúde (de 0,37% a 0,31%) e Educação (de 0,05% a 0,02%).

Já nas demais categorias, os preços caíram em ritmo mais lento de uma quadrissemana para a outra: Despesas Pessoais (de -0,41% a -0,16%) e Vestuário (de -0,39% a -0,30%).

Veja abaixo como ficaram os componentes do IPC-Fipe na segunda quadrissemana de março:

- Habitação: 0,39%

- Alimentação: 0,95%

- Transportes: 0,63%

- Despesas Pessoais: -0,16%

- Saúde: 0,31%

- Vestuário: -0,30%

- Educação: 0,02%

- Índice Geral: 0,42%